5 Exemplos de Onboarding para Você se Inspirar

Seu processo de onboarding é mais importante do que você imagina.

De acordo com uma pesquisa da ProfitWell, uma experiência de onboarding positiva diminui significativamente o churn durante os primeiros 27 dias de envolvimento de um usuário com um produto.

Isso também aumenta em 21% a probabilidade de upgrade de planos gratuitos para planos pagos.

Se os fluxos de user onboarding têm um impacto tão direto na jornada do usuário, não é uma boa ideia ignorar esse processo.

Para que você entenda realmente o que é uma boa experiência de user onboarding, vamos ver:

Vamos começar com a definição:

O que é uma experiência de onboarding?

Uma experiência de onboarding é qualquer experiência do usuário em um produto digital ou site que seja dedicada a ajudar usuários de primeira viagem ou de longa data a entender o produto e seus recursos principais, se familiarizar com o produto e, mais importante, ver o valor de usá-lo. Experiências de user onboarding ou elementos de UX de onboarding podem incluir tours do produto, walkthroughs interativos, hotspots e checklists de user onboarding, as um processo de cadastro e onboarding por e-mail também podem ser considerados experiências de user onboarding.

Mas é claro, experiências de onboarding são muito mais do que isso.

Portanto, se quiser entender melhor o que é e como funciona o onboarding de usuários, acesse o nosso guia definitivo de user onboarding.

Agora vamos continuar com uma pergunta muito importante:

O que torna uma experiência de onboarding boa?

O que constitui um bom onboarding depende do produto, do usuário e da necessidade que deve ser satisfeita.

Por exemplo, você pode imaginar as diferentes abordagens de onboarding que seriam necessárias para um app bancário e para um jogo, ou para produtos focados em especialistas de um setor específico em vez de um público mais geral.

É por isso que o user onboarding, assim como o produto em si, deve ser desenvolvido a partir de uma abordagem focada no usuário, de acordo com uma extenso processo de pesquisa com os usuários e testes dos usuários.

De acordo com Samuel Hulick da UserOnboard, uma boa experiência de onboarding deve:

  • Focar no usuário 🧑‍💻 – ela deve buscar ensinar o usuário sobre o que ele precisa saber para começar a usar o produto, não se preocupando apenas em mostrar o produto.
  • Ser orientada a ação ⛹️‍♀️ – ela deve fazer com que os usuários executem ações o mais depressa possível em vez de gastar muito tempo mostrando como fazer quando eles finalmente conseguirem trabalhar com o produto.
  • Ser informativa 💡– com o foco em fazer com que o usuário obtenha valor com o produto o mais depressa possível.
  • Estar em constante evolução 📈 – assim como os recursos do produto são monitorados para garantir que estão fazendo seu trabalho, sendo ajustados e alterados para entregar melhores resultados, o onboarding também precisa desse tipo de atenção.
  • Ser holístico ⭕️ – o onboarding não deve acontecer de uma só vez na primeira vez que o usuário abrir o produto, ele precisa estar constantemente presente e disponível, sendo usado para introduzir mudanças, novos recursos, etc.

O onboarding deve concluir uma ou todas as seguintes tarefas:

Mostrar aos usuários os principais benefícios do produto e como alcançá-los.

✅ Oferecer experiências personalizadas para cada persona de usuário no próprio app e também fora do produto, como por e-mail

✅ Mostrar aos usuários as principais funcionalidades do produto e como usá-lo.

✅ Focar em fazer com que os usuários façam e usem o produto o mais depressa possível.

Dar suporte à configuração e ao registro da conta.

E para fazer tudo isso, você só precisa de uma solução confiável para obter a melhor experiência de onboarding possível:

UserGuiding: as melhores experiências de onboarding com o mínimo esforço 🌟

Nos últimos meses, eu desenvolvi um novo hobby.

Pode ser porque eu gosto de escrever sobre UX e as excelentes experiências de onboarding que já encontrei, mas eu tenho coletado os melhores exemplos de UX de onboarding de cada software e app móvel que eu uso.

Eu logo fiquei obcecado – cheguei a baixar um app no meu celular para gravar os exemplos de user onboarding.

Então eu gravei o UX de onboarding do app de gravação de tela.

Após nove meses de experiências, agora eu sei como experiências de onboarding excelentes devem ser. E eu sei que, principalmente para negócios B2B, uma ferramenta de onboarding no-code é essencial.

Conheça a UserGuiding:

exemplo de onboarding de userguiding
Criado com a UserGuiding em menos de 5 minutos

A UserGuiding é uma plataforma de onboarding desenvolvida para ajudar os usuários a criar experiências de onboarding contextual perfeitas com facilidade e por um preço acessível.

Entre os principais recursos da UserGuiding estão:

✅ Guias interativos, tours do produto e walkthroughs

✅ Tooltips, hotspots, experiências in-app

✅ Checklists de onboarding

✅ Bases de conhecimento in-app (Resource Centers)

✅ Pesquisas NPS e muito mais

E tudo isso com o poder de analytics aprofundado, segmentação e direcionamento dos usuários, além de um alto nível de personalização.

👉 Experimente a UserGuiding GRATUITAMENTE 👈

Melhores experiências de onboarding

Como já dissemos, o formato do seu onboarding depende do produto e da base de usuários, devendo ser desenvolvido com tanto cuidado quanto o produto em si.

Não há uma solução única para todos os casos.

Mas você certamente pode obter algumas ideias e dicas com as melhores práticas. Para mim, as empresas com os melhores fluxos de onboarding que vi recentemente foram:

  • GhostwriterAI
  • Netflix
  • Slack
  • Duolingo
  • Canva

1- GhostwriterAI – Onboarding dos usuários com um recurso de cada vez

Já que acabei de mencionar como a UserGuiding pode ser ÚTIL na sua jornada rumo a um onboarding excelente, vou começar com um exemplo de usuário da própria plataforma.

Esta empresa oferece a melhor experiência de user onboarding que já vi nos últimos tempos.

Estou falando da GhostwriterAI, que é uma plataforma de marketing de conteúdo baseada em IA para marcas e influenciadores.

O que torna o user onboarding da GhostwriterAI uma das melhores experiências do mercado é que, embora o produto tenha muitos recursos com muitas funções, todas elas são abordadas.

Mas um recurso de cada vez!

Ao fazer o login na plataforma pela primeira vez, você acessa diretamente a ferramenta Profiler, que funciona como uma base para todos os outros recursos, então é provavelmente o melhor recurso para se começar.

Em seguida, um guia criado com a UserGuiding dá as boas-vindas à ferramenta Profiler, mostrando os elementos básicos e o valor central da ferramenta.

melhores experiências de user onboarding ghostwriter 1

O guia mostra todos os detalhes da ferramenta Profiler. Após o guia, você pode experimentar o recurso à vontade ou partir para o próximo.

Vejamos o que acontece quando você clica em “Content Curator” após finalizar o primeiro guia.

melhores experiências de user onboarding ghostwriter 2

Após uma rápida tela de carregamento, um guia aparece e lhe dá as boas-vindas à ferramenta Curator.

Ele também mostra os detalhes desse recurso específico e o valor que pode ser obtido com ele.

melhores experiências de user onboarding ghostwriter 3

Esses pequenos guias existem para todos os recursos, demonstrando as principais funções dos recursos, e então eles permitem que você explore a ferramenta por conta própria.

Se houvesse um grande onboarding para todos os recursos da GhostwriterAI, você provavelmente levaria uma hora para conferir tudo aquilo que os pequenos guias mostraram.

Para encurtar o processo, eles seriam obrigados a cortar certas partes, o que diminuiria o valor da ferramenta. No entanto, ao dividir o user onboarding em partes menores e mais fáceis de digerir, a GhostwriterAI criou a experiência de onboarding perfeita para os seus usuários.

E eles conseguiram fazer isso com 63% menos tempo de desenvolvimento ao usarem a UserGuiding. (confira a história completa com a CEO da GhostwriterAI.)

E notou como a Ghostwriter AI usou apenas uma plataforma de forma bem fácil e simples?

Bem, é porque as coisas realmente SE TORNAM fáceis e simples com a UserGuiding.

A UserGuiding é uma solução de onboarding que muitas empresas usam para criar experiências, assim como a Ghostwriter fez. E por ser um produto no-code, qualquer pessoa em uma empresa pode utilizá-lo para gerar crescimento.

Mas você não precisa acreditar em mim, veja você mesmo:

Software de user onboarding simples, acessível e poderoso.

New call-to-action

2- Netflix – CTA forte e intuitivo

Quando falamos dos melhores produtos, principalmente aqueles que são consumidos por milhões de pessoas todos os dias, os usuários devem precisar de relativamente poucas instruções para descobrir como esses produtos realmente funcionam.

Controles, menus e funções devem ser feitos para atender às expectativas dos usuários. O ícone do menu deve ser familiar e em um lugar esperado. Clicar duas vezes ou deslizar devem causar o efeito que o usuário espera. Usar ações conhecidas reduz significativamente a curva de aprendizagem dos usuários.

Mas, para muitos produtos, o maior desafio é realmente fazer com que o usuário se cadastre e comece a pagar.

Eles entregam isso de maneira eficiente com uma tela de cadastro simples que explica ao usuário exatamente no que ele está se envolvendo. Em seguida, a Netflix solicita um e-mail, uma senha e os detalhes de pagamento, mas cada uma dessas telas é exibida da maneira mais simples possível, sem solicitar informações desnecessárias do usuário.

Depois disso, a Netflix pede que o usuário informe algumas das suas preferências para que possa começar a fornecer conteúdo relevante imediatamente. Mas, uma vez dentro da Netflix, há pouquíssimas informações sobre como navegar e assistir aos títulos. Isso porque essas informações são desnecessárias, já que o produto foi feito para ser intuitivo.

Aqui está todo o processo de onboarding da Netflix, da inscrição à página inicial, iniciando com um CTA intuitivo:

exemplo de user onboarding netflix 1

Concluindo a criação da sua conta:

exemplo de user onboarding netflix 2

Próximo passo:

exemplo de user onboarding netflix 3

Você escolhe o plano:

exemplo de user onboarding netflix 4

Definindo o método de pagamento:

exemplo de user onboarding netflix 5

Aqui você escolhe de que tipo de conteúdo você gosta para que possa receber recomendações relacionadas:

exemplo de user onboarding netflix 6

Você aguarda o processamento da sua personalização:

exemplo de user onboarding netflix 7

E agora você está na Página Inicial da Netflix. A melhor parte é que daqui em diante você não precisa de mais nenhum tipo de orientação, pois o produto é extremamente simples:

user onboarding examples netflix 8

3- Slack – Aprenda fazendo

O ideal é que você não precise mostrar ao usuário o que fazer; em vez disso, você faz com que ele realmente faça.

O Slack consegue entregar uma experiência de onboarding praticamente perfeita.

Quando o usuário entra no app de mensagens, ele começa imediatamente a trocar mensagens com o Slackbot. O bot fornece ao usuário informações de como usar a plataforma e também faz com que ele fisicamente execute as tarefas enquanto interage com o bot.

O bot é ideal para ser usado mais do que apenas uma vez.

Quando o Slack é atualizado ou algo é alterado, eles podem usar o bot novamente para informar o usuário sobre essas mudanças. Ele também aparece às vezes para sugerir aos usuários funcionalidades antigas das quais eles ainda não tiraram proveito.

O Slack combina isso com “microcopy” (ou microtextos), mostrando ao usuário o tipo de conteúdo que ele deve inserir em certos campos, e essa ferramenta aparece bem de vez em quando para orientar e informar o usuário.

4- Duolingo – Engajamento gradual

Muitas vezes, preencher um complexo formulário de inscrição pode levar um usuário a desistir de um produto. A quantidade de dados necessária para acessar um produto, antes mesmo de o usuário saber se o produto resolverá seus problemas ou se ele gostará de usá-lo, pode levá-lo a simplesmente abandonar o processo.

O Duolingo remove esse obstáculo ao jogar o formulário de inscrição para o momento final.

Em vez de pular diretamente para a inscrição, eles começam mostrando ao usuário o valor do app conduzindo-o por uma aula. Como resultado, o usuário saberá o que esperar do app antes mesmo de fornecer seus dados.

O usuário pode acessar boa parte da funcionalidade do app sem se inscrever, mas é lembrado regularmente de que terá acesso a funcionalidades adicionais e uma experiência superior após a inscrição.

O Duolingo também faz um bom uso de barras de progresso para informar os usuários sobre o caminho já percorrido em cada aula e também até o ponto em que se encontram do processo de inscrição. Isso permite que o usuário encare o processo como algo mais gerenciável, já que ele possui um final bem claro.

Veja como o Duolingo mostra o valor do seu app antes da inscrição, começando com uma excelente proposta de valor com um CTA forte:

ótimo exemplo de user onboarding duolingo 1

Você escolhe o idioma que gostaria de aprender, e os números são um detalhe a mais:

ótimo exemplo de user onboarding duolingo 2

Ele pergunta por que você quer aprender o idioma para personalizar mais a sua experiência:

ótimo exemplo de user onboarding duolingo 3

É possível personalizar ainda mais o processo com a seleção de uma meta diária:

ótimo exemplo de user onboarding duolingo 4

Você pode se inscrever nesse ponto, mas não precisa! É isso que é tão bom no onboarding do Duolingo, você não precisa se inscrever para experimentá-lo:

ótimo exemplo de user onboarding duolingo 5

Aqui você define o seu conhecimento sobre o idioma escolhido:

ótimo exemplo de user onboarding duolingo 6

Você entra na sua primeira aula e já está dentro do produto, podendo acompanhar seu progresso geral:

ótimo exemplo de user onboarding duolingo 7

Quando o cadastro é exigido logo de cara, principalmente se ela exige alguns passos adicionais, como a confirmação do e-mail, o ideal é tornar esse processo o mais tranquilo possível. O Productboard é um bom exemplo disso. Ele coloca links para os clientes de e-mail mais populares no final da inscrição para que os líderes possam acessar a confirmação com apenas um clique.

5- Canva – Personalização

Nate Munger, da Clearbit, resume bem um dos maiores desafios enfrentados pelos criadores de experiências de onboarding:

“Alguns usuários novos esperam que você os receba e lhes mostre todo o produto, enquanto outros preferem que você saia do caminho logo e deixe que eles descubram as coisas por conta própria. O problema é que… você deve fornecer um onboarding de sucesso a todos os tipos de clientes.”

A plataforma de design online Canva fez um bom trabalho ao lidar com esse desafio.

Eles perguntam ao usuário para que ele pretende usar a plataforma e, em seguida, o conduz por um tutorial focado no que ele realmente deseja fazer em vez de lhe mostrar toda a plataforma.

Isso não apenas fornece ao usuário uma melhor experiência de onboarding, mas também o ajuda a se preparar para uma melhor experiência de onboarding. Quando o usuário acredita que a experiência será voltada para suas necessidades particulares, ele tende a ser mais aberto e receptivo à experiência.

Aqui está o rápido onboarding do Canva que o coloca exatamente onde você gostaria de estar. Ele começa com você escolhendo para que usará o Canva:

melhores exemplos de user onboarding canva 1

Em seguida, o produto sugere alguns designs relacionados ao uso previsto:

melhores exemplos de user onboarding canva 2

Depois disso, ele coloca você dentro do produto e o ajuda a criar o seu primeiro design.

melhores exemplos de user onboarding canva 3

O Justinmind adota uma abordagem parecida, oferecendo um “modo completo” para criadores de wireframes mais experientes e um “modo iniciante” para quem precisa de um pouco mais de atenção ao longo do processo. O usuário também pode alternar entre os dois modos com facilidade caso ele sinta que precisa de mais ou de menos suporte.

Por que focar no onboarding

Aperfeiçoar a experiência de onboarding não envolve apenas ajudar os usuários na configuração do produto, mas fazer com que eles retornem e usem o produto continuamente.

A experiência de onboarding possui um dos impactos mais significativos na experiência do usuário e é um dos principais fatores na hora de o usuário determinar se ele quer voltar ou se prefere abandonar o produto.

É importante continuar monitorando a experiência de onboarding para garantir que está funcionando da forma desejada. Em geral, é um sinal de que você está tendo problemas de onboarding se há uma grande quantidade de usuários desistindo logo após a inscrição, uma baixa conversão de recursos gratuitos para recursos pagos, além de uma taxa significativa de churn e de não renovações.

As melhores experiências de onboarding são capazes de mostrar o valor do produto ao usuário o mais depressa possível.

Isso exige que você saiba o que representa valor para o usuário. Por exemplo, é um momento de valor para um usuário do Instagram ver seu feed, publicar uma foto ou receber uma curtida? É por isso que um bom user onboarding sempre começa com uma boa pesquisa com os usuários.

Talvez descobrir qual é o momento “Aha!” do seu produto possa ajudar.


Perguntas Frequentes


⛵️ O que é User Onboarding?

User onboarding é onde você mostra o valor que tem a oferecer aos seus novos usuários e tenta conduzi-los até seus momentos “Aha!” explicando as particularidades e funcionalidades do seu produto.


🚀 O que torna um User Onboarding bom?

Um user onboarding excelente é sempre focado no usuário, além de ser interativo e capaz de mostrar rapidamente as funcionalidades do produto.


❓ Por que o User Onboarding é importante?

O onboarding é a sua primeira chance de causar uma ótima impressão, o que pode aumentar muito as suas taxas de retenção e conversão.

Junte-se a mais de 10 mil equipes que já estão criando experiências melhores

Teste gratuito de 14 dias, com mais 30 dias de garantia de dinheiro de volta

Share this article:

Selman Gokce

Selman Gokce é o Especialista de Inbound Marketing da UserGuiding. Ele estuda muito user onboarding e adoção digital, principalmente para SaaS, e escreve sobre esses assuntos para o blog da UserGuiding. Quando não está escrevendo, ele pode ser visto ouvindo as trilhas sonoras de O Senhor dos Anéis enquanto cozinha ou irritado por ter perdido em algum jogo.