Tours Guiados – O manual dos guias interativos para produtos

Quando entra um aluno novo entra na turma, é comum que o professor chame alguém para fazer um tour pela escola.

Quando é seu primeiro dia em um novo emprego, alguém faz um tour com você pelo escritório.

Quando vamos a um parque temático, vemos placas que nos orientam e para que possamos tirar o máximo proveito do passeio.

Basicamente:

Quando alguma coisa nova está acontecendo, é comum que haja alguém para nos guiar pelo processo.

O mesmo se aplica aos produtos online.

Não importa se o seu negócio é SaaS, B2B ou B2C, apresentar o produto aos usuários é a grande prioridade.

Se você quer que o seu produto seja interessante e que seus clientes sejam fiéis, é preciso fornecer todas as informações necessárias e oferecer uma recepção calorosa assim que eles interagirem com o seu produto pela primeira vez.

Aqui está o que vamos detalhar neste artigo:

O que é um tour guiado?

Um tour guiado é um padrão de UX de onboarding usado para guiar virtualmente seus usuários através das características básicas e necessárias de seu produto. Os tutoriais guiados devem ser definitivos, claros e simples para que o usuário alcance o momento “Aha!” rapidamente, sem se sentir sobrecarregado.

Eles também possuem nomes diferentes:

Há tours interativos, tours guiados pelo produto e tutoriais passo a passo.

Além disso, às vezes os tutoriais guiados também podem ser chamados de guias do produto e guias interativos.

Seja como for, o principal caso de uso é simples:

👉 Aumentar a adoção do produto e a satisfação do cliente melhorando a experiência dos clientes e usuários por meio de um processo de onboarding melhor.

Os tours guiados são essenciais por diversas razões envolvendo engajamento do cliente e satisfação do usuário. Quando criados com as ferramentas necessárias ou por meio de uma plataforma completa, é possível monitorar os usuários ativos, diferentes segmentos de usuários, o comportamento dos usuários e o processo de onboarding no geral.

Por exemplo, saber onde o usuário abandonou o tour ou se ele passou pelo tutorial mais de uma vez permitirá que você entenda melhor os pontos em que os usuários têm mais dificuldades e colete um feedback mais significativo.

Os tours guiados são eficazes?

Como eu disse anteriormente, quase todos os produtos online precisam de um tour ou um guia.

Mas cuidado: um tutorial guiado muito complicado pode ter o efeito inverso.

Os tutoriais guiados devem ser:

👉 Definitivos

👉 Claros

👉 Simples

Dessa forma, é possível trabalhar de forma previsível. Portanto, não apresente o produto inteiro de uma só vez.

É melhor deixar as pessoas digerirem o básico sobre ele antes. 😬

Mais à frente veremos como e por quê.

Por enquanto, vamos esclarecer as três noções básicas dos tutoriais guiados:

Como criar um tour guiado efetivo: os 3 pontos básicos

1- O Tour deve ser definitivo

Esta é a regra mais óbvia dentre as três.

O objetivo de um tutorial guiados é apresentar o produto – ou um novo recurso – ao usuário/cliente.

tutorial guiado ajar
Tutorial guiado da Ajar

Se seus usuários forem expostos a um tutorial guiado que é tipo “clique aqui” 10 vezes seguidas, sem explicar por que e quando eles devem clicar lá da próxima vez, você receberá um grande número de queixas e reclamações.

Assim eles vão acabar se tornando usuários inativos.

E ninguém quer isso, né?

2- As instruções devem ser claras

As informações sobre os pop-ups ou telas do processo de onboarding também não devem ser longas.

Quando alguém faz um tour pelo produto, está tentando entender como usar o produto.

Mostre onde estão os botões importantes e como o usuário pode obter mais informações.

Ninguém quer ouvir uma história enquanto tenta descobrir como criar uma nova tarefa no software de gerenciamento de equipes.

Neste momento, enquanto o processo de onboarding é realizado, você precisa informar como adicionar membros à tarefa que foi criada, e não como personalizar o painel de controle.

Mas é preciso oferecer ajuda de forma rápida quando o usuário pode precisar dela.

Por isso, não podemos esquecer de sermos diretos.

Assim como a Vieworks:

tutorial guiado da vieworks
Tutorial guiado da Vieworks

Por último, mas não menos importante:

3- O Tour deve ser simples

Algo muito importante: o tutorial guiado deve ser simples, por favor.

Como dissemos antes, ninguém vai lembrar de nada até o final do tour se for sobrecarregado de informações desde o início.

Abaixo, uma anedota que diz muita coisa a respeito desse assunto:

Eu adorava jogar games offline que são menores que 25Mbs, os jogos básicos, você sabe, aqueles jogos muito simples, mas viciantes.

Quando abri os jogos pela primeira vez, eu fui bombardeado por pop-ups de todos os tipos.

Eles me mostravam onde clicar para ver o menu, minhas realizações, objetivos, tarefas, loja, configurações… um depois do outro.

E a verdade é que eu nunca completei nenhuma conquista. 🤷🏻‍♀️️

Porque eu nunca lembrei direito onde clicar. Se ao menos a plataforma apresentasse somente um pop-up após eu ter alcançado uma conquista sem querer…

Portanto, acabei usando os jogos só pra passar tempo, e nunca fiz sequer uma compra neles.

Estamos falando de um jogo simples e curto.

Portanto, imagine quantas pessoas e quanto lucro potencial você acaba perdendo só porque seu tutorial guiado é muito complicado?

Pois é, portanto, torne as informações bem claras e acessíveis.

Tente usar um checklist de onboarding. A Vieworks também fez isso:

checklist do tutorial guiado vieworks
Checklist do tutorial guiado da Vieworks

Por que seu produto precisa de um tutorial guiado?

1- As pessoas precisam de um pouco mais do que um design bonito e intuitivo.

Você pode pensar que seu produto já é claro o suficiente sem um tutorial guiado, mas não esqueça de que foi você quem criou o produto e que você conhece cada mínima parte de seu conteúdo.

Seus clientes em potencial não sabem nada perto de você.

Eles podem não descobrir tudo num piscar de olhos.

Por exemplo, quando você se cadastra na UserGuiding, você é recebido com um tour pelo produto.

Algumas características são bastante óbvias, embora o tutorial guiado facilite a localização de cada recurso.

tutorial guiado da userguiding
Tutorial guiado da UserGuiding

Como este aqui.

Mas se não fosse o tour, eu nunca saberia que a UserGuiding tinha uma extensão do Chrome.

eficiência do tutorial guiado 
 da userguiding

E quem é mais desajeitado pode acabar clicando acidentalmente em “sair” antes de terminar as etapas.

Até que percebemos o seguinte:

central de ajuda do tour do produto da userguiding
Central de Ajuda da UserGuiding

Além de serem extra úteis, estes botões também não cobrem muito espaço. Eles são bastante funcionais.

Para as exceções que entenderam o produto sem um guia, parabéns. O botão de tutorial guiado está ali o tempo todo.

Para aqueles que precisavam do tour guiado, é uma opção acessível, não importa onde ou quando você o esteja acessando.

2- Poupa muito tempo

Um tour pelo produto pode economizar muito tempo seui E de seu cliente.

De acordo com uma pesquisa, 67% dos clientes preferem a explorar o produto por si só em vez de passar muito tempo com um agente de suporte técnico.

Eu mesmo odeio telefonemas com todas as minhas forças.

Eu também tenho experiências muito ruins com ferramentas de mensagens e chat online.

Uma vez eu estava tentando fazer uma pergunta à Sprintax para descobrir porque não consigo arquivar meu retorno por e-mail e passei 20 minutos para descobrir que um dos PDFs não estava claro o bastante.

Se ao menos isso fosse mencionado nas Perguntas Frequentes…

Quanto ao tempo que você vai economizar:

Cuepath conseguiu reduzir em 72% as chamadas de suporte após seis meses de criação de tutoriais guiados com a UserGuiding.

O departamento de suporte ao cliente deve ter conseguido um respiro profundo após integrar um tutorial guiado com a UserGuiding em sua plataforma… 😎

3- Poupa muito dinheiro

Na verdade, os tutoriais guiados economizam seu dinheiro de duas maneiras diferentes:

👉 Como os clientes em potencial têm maior probabilidade de se envolverem com seu produto graças ao tour guiado, você terá menor chance de perder renda potencial.

👉 Você terá uma carga menor nas equipes de atendimento e suporte ao cliente, logo não terá que aumentar o número de funcionários.

👉 Além disso, você não terá que contratar desenvolvedores ou engenheiros de computação para criar um guia para você todas as vezes que for preciso.

Se você não estiver procurando algo extremamente específico e completamente original, existem ferramentas personalizáveis que o ajudam a criar tutoriais guiados.

Você não precisa saber nada de programação para a maioria deles.

Vamos falar sobre estas opções mais adiante nesse artigo.

4- Faz você parecer mais confiável

Pensemos o seguinte:

Se você fosse a um restaurante, pedisse uma recomendação ao garçom/ garçonete, e eles nem olhassem para você direito, você voltaria lá?

Provavelmente não.

Uma vez fui a uma cafeteria turca em İstanbul.

Havia uns 15 tipos diferentes de café turco, que eu nem sabia que existiam.

Perguntei ao garçom qual deles recomendava se eu queria beber algo suave… ele não só me recomendou a opção perfeita, como também me deu informações sobre os antecedentes dos diferentes tipos de café turco e como eles eram feitos.

Eu nunca mais bebi nenhum café turco fora daquela loja.

Uma vez derramaram acidentalmente um pouco de água na minha roupa.

Mas, mesmo assim, eu já tinha me apaixonado por aquele lugar.

O mesmo se aplica aos bons tutoriais guiados.

eficiência dos tutoriais guiados

Levar o cliente diretamente ao ponto que ele precisa fará com que ele confie em você. Salvá-los do fardo de tentar descobrir tudo sozinhos, fará com que eles se apeguem a você e ao seu produto.

Se você preparou um bom tutorial guiado, é claro.

Eu mencionei que uma visita ao produto ruim pode ser um tiro pela culatra.

Portanto, vamos ver como criar um bom tutorial guiado:

Os 3 passos mais importantes para criar o tutorial guiado perfeito

1- Conheça seus principais recursos e tome decisões com base nisso

Ao longo do artigo, eu já mencionei que um bom tour pelo produto precisa ser definitivo.

Mas o que ele deve definir, afinal?

A explicação do produto, é claro, mas qual parte exatamente?

Ser definitivo, não significa explicar tudo de uma vez. 🤨

Um bom tutorial guiado deve se concentrar nos recursos mais importantes de seu produto.

O que seu produto visa alcançar?

Por exemplo, se eu fosse fazer um tutorial guiado para o YouTube, eu incluiria:

  • Onde está a barra de busca
  • Onde fica a biblioteca de vídeos
  • Onde estão os canais onde você é inscrito
  • Como se inscrever em canais

Eu definitivamente não falaria nada sobre o Youtube Creator Studio para alguém que acabou de baixar o app, a menos que ele clique nele e clique em algo que ative esta área do site.

O que nos leva ao segundo ponto:

2- Não dá para explicar tudo com apenas um tour guiado

Nem todos podem precisar usar as mesmas características de seu produto.

Para colocar da maneira mais simples possível, um gerente de produto e um engenheiro de software talvez precisem conhecer diferentes aspectos do produto.

Então, o que você faz?

Você cria um botão ou uma janela dentro de suas visitas ao produto que leva ao próximo passo necessário.

modal de próximo passo do tutorial guiado da userguiding
Modal de “próximo passo” da UserGuiding

Simples assim.

Isto ajuda a evitar o sobrecarregamento de informações desnecessárias e aumenta a chance de o tour guiado ser mesmo útil.

Afinal de contas, nem todos são fãs de tutoriais guiados

Portanto, você também deve ter em mente acrescentar um botão de “pular” ao seu tutorial guiado.

É melhor abandonar o tutorial guiado e navegar livremente pelo produto do que abandonar o produto por causa de um tour chato e longo.

Bem, obviamente, aqueles clientes teimosos e necessitados precisarão voltar para pedir ajuda quando estiverem presos. 

O que você faz então? 🤷‍♀️

Aí vai:

3- Sempre forneça mais ajuda

Se você chegou até aqui, então não preciso dar longas explicações. Eu não quero ser o cara chato dos tutoriais.

Então vamos fazer uma lista rápida:

  • Checklists ajudam a dividir uma longa viagem em etapas que permitem fazer pausas e fazer uma visita livre ao produto.
checklist do tutorial guiado da userguiding
Checklist do tutorial guiado

  • As Centrais de Ajuda são mais atraentes e amigáveis do que as páginas de “contato” ou “FAQ” que estão escondidas na parte inferior de um site.
resource center do tutorial guiado da userguiding
Resource Center da UserGuiding

Os tutoriais guiados lineares não são a única opção. Você pode fazer mais do que apenas mostrar pop-ups automáticos aqui e ali.

Seja um pouco mais criativo.

Use hotspots, por exemplo, acrescente algum tempero ao seu já incrível produto!

A melhor forma de criar os melhores tutoriais guiados

Todas estas informações sobre os Guias do Produto e Tutoriais Guiados parecem ótimas, certo?

Então por que não transformar a criação de um tour guiado em algo ainda mais divertido?

Na maioria dos casos, criar um tutorial guiado requer:

  • Um desenvolvedor de reserva que esteja pronto para criar e fazer a manutenção do tutorial guiado;
  • Muito tempo e paciência;
  • Um bom orçamento que poderia até mesmo permitir a contratação de um novo desenvolvedor.

Mas espera aí, eu conheço uma maneira de eliminar estes três requisitos🤫

Deixa eu te apresentar a UserGuiding: a ferramenta mais simples de tutoriais guiados, que faz tudo para você.

tutorial guiado userguiding
Crie o tutorial guiado que você precisa em minutos!

Antes de dizer qualquer coisa, talvez você queira ouvir isso de clientes reais.

E para deixar as coisas mais claras, eis por que a UserGuiding é a melhor ferramenta de tutoriais guiados:

  • Você pode criar modais, tooltips e hotspots, tudo com apenas uma ferramenta.
  • Você pode criar checklists, Resource Centers e mensagens em tempo real para fortalecer ainda mais o tour guiado com a UserGuiding.
  • Você pode personalizar totalmente o tutorial guiado e o que quiser de acordo com sua vontade e necessidades.
  • Você não precisa saber nada de programação, a UserGuiding é 100% no-code!
  • Você pode segmentar o tour guiado de acordo com as necessidades de seus clientes, apenas em algumas etapas.
  • A UserGuiding é a ferramenta mais acessível de tutoriais guiados, e faz tudo o que você precisa!

O que você esá esperando? Agende uma demonstração com nossos especialistas!

Grandes exemplos de tutoriais guiados

Mencionei as empresas que fizeram um bom trabalho com seus tours guiados, como a Vieworks e a Cuepath, e os resultados obtidos por eles.

Plandisc

Lembra dos calendários em forma de círculo que vendia nas bancas de jornal quando éramos crianças? Imagine uma plataforma online onde você pode ver o ano inteiro e todos os planejamentos do ano em uma interface neste estilo circular? Esta é a Plandisc.

Um produto que pode ser usado por todos, como a Plandisc, recebe centenas de novos cadastros todos os dias.

Não deve ser uma surpresa que eles precisem de um tour online para seu produto, já que não seria viável agendar demonstrações individuais para milhares de pessoas.

E eles estavam cientes desta situação.

Assim, eles começaram a utilizar a UserGuiding e criaram tutoriais guiados totalmente personalizados.

primeiro passo do tutorial guiado plandisc
Primeiro passo do tutorial guiado da Plandisc

Primeiro, um pop-up lhe pede sua área profissional para lhe oferecer a melhor opção da Plandisc.

Em seguida, você recebe as calorosas boas-vindas.

tutorial guiado plandisc
Tutorial guiado da Plandisc

É importante que o tour esteja em sincronia com o tema do produto.

Então, você dá início ao tutorial.

primeiros passos do tutorial guiado da plandisc
Tutorial guiado da Plandisc

Apenas 8 passos, apenas as coisas mais importantes descritas, tais como como criar uma nota no disco. Nada de extravagante incluído.

Mas se você fechar acidentalmente o guia ou precisar mais do que apenas o básico, eles também têm uma checklist que ajuda você a entender onde está sempre que quiser, de novo e de novo.

checklist do tutorial guiado da plandisc
Checklist da Plandisc

Os tutoriais guiados não devem ser usados somente no Onboarding. Eu mencionei o uso de hotspots para anunciar atualizações, lembra?

A Plandisc também usou hotspots.

hotspots do tutorial guiado da plandisc
Hotspot na Plandisc

Embora sua retenção tenha crescido gradualmente graças aos tutoriais guiados que facilitaram o onboarding dos usuários, os hotspots apresentaram resultados imediatos e a empresa teve um aumento de 15% na adoção de um recurso que eles destacaram com um hotspot.

Heap

A Heap é uma ferramenta de análise de produto, e vou dizer que, para um novato no mundo da análise de produtos, montar uma ferramenta como a Heap pode ser algo bastante difícil e complicado…

… se não fosse pelo seu incrível tour guiado!

Vamos direto aos detalhes:

primeiro passo do tutorial guiado do heap
Primeiro passo do tutorial guiado da Heap

Assim como todo grande tour guiado, este começa com uma calorosa recepção e um rápido resumo.

Junto com o resumo, o tutorial lhe pede informações muito específicas, como por exemplo:

tutorial guiado da heap
Tutorial guiado da Heap

Tais perguntas ajudam você a colocar seu objetivo em palavras e a empresa pode dar exatamente o que você precisa.

Somente depois disso, começa o tour detalhado:

passos do tutorial guiado do heap
Tutorial guiado da Heap

A definição é bastante curta e direta.

Exatamente como deve ser.

popups do tutorial guiado heap
Tutorial guiado da Heap

É importante que um tutorial guiado continue ajudando você quando uma tela adicional aparecer.

A Heap fez um excelente trabalho dizendo a seus usuários para digitarem apenas o nome e não lutarem com os detalhes.

Além disso, é importante dizer claramente às pessoas onde elas podem encontrar mais ajuda.

resource center e tutorial guiado heap
Resource Center da Heap

Isto é o que vem no final de seu tutorial guiado.

Foi um alívio ver uma tela de “mais ajuda”.

Não sei por que isso não é tão comum, mas essa tela deveria ser usada mais frequentemente.

E outra característica obrigatória de uma visita ao produto:

central de ajuda e tutorial guiado heap
Central de ajuda da Heap

Já expliquei algumas vezes por que uma central de ajuda ou um checklist são essenciais.

Para resumir, a Heap fez um trabalho muito bom com sua visita ao produto.

Eles tornaram possível simplificar um produto que tem muitas características e ajudaram o usuário em seus primeiros passos.

Flourish

A Flourish é uma ferramenta que lhe permite coletar feedback, mas não com uma ferramenta adicional, mas via Microsoft Teams, Slack, e Facebook Messenger.

Se você usasse a ferramenta, você esperaria que ela fosse simples.

Você esperaria que ela simplificasse cada processo.

Incluindo seu tutorial guiado.

É por isso que o tutorial do produto deles é definitivo, simples e claro – o que tambám chamamos de um bom tutorial guiado.

Você já sabe qual é a primeira característica que deve ter: As calorosas boas-vindas.

tutorial guiado flourish
Tutorial guiado da Flourish

E depois do módulo de boas-vindas, você não precisa digerir tudo de uma só vez.

Você pode voltar dentro das páginas do tour guiado.

recursos adicionais do tutorial guiado da flourish
Recursos adicionais do Tour Guiado da Flourish

E a partir do checklist, você pode começar guias diferentes.

checklist do tutorial guiado flourish

Tenho certeza de que você já entendeu o ponto:

👉 Um tutorial guiado deve ser amigável

👉 Um tutorial guiado deve ser definitivo, simples e claro

👉 Um tutorial guiado deve ser de fácil acesso

Mas você precisa saber como programar para acrescentar todos esses pequenos detalhes? Não.

Você precisa ter muito dinheiro para poder pagar boas ferramentas? De jeito nenhum.

Mas como?

Se você sente que precisa construir um tutorial guiado melhor do que o que você tem hoje, aqui estão três maneiras de conseguir isso:

As melhores ferramentas para criar Tours Guiados interativos em 2023

melhores ferramentas de guias interativos

Por muito tempo, eu achei que tinha que aprender a programar para ter um lugar em qualquer indústria técnica.

Para a minha sorte, muitas pessoas, incluindo o CEO da Flourish, provaram que eu estava errado.

Ninguém tem que ser um desenvolvedor ou engenheiro especialista, pelo menos para não criar guias de produtos.

Vamos ver alguns dos melhores softwares para criar tours guiados, incluindo plataformas no-code, low-code e dependentes de código:

O jeito “no-code”: UserGuiding

A UserGuiding é um software no-code de onboarding de usuários que conquistou a confiança de mais de 10 mil empresas.

John Ozuysal, um dos fundadores da empresa, mesmo sem conhecimento técnico aprofundado, fez um excelente trabalho ao criar um software no-code de tutoriais guiados.

Mas como a UserGuiding funciona?

Você basicamente escolhe que tipo de pop-up você quer. Se você quiser um modal de boas-vindas, basta escolher o tipo de modal que você precisa, digitar as informações e adicionar as imagens, e ir em frente.

Se quiser um CTA, você também pode criar um. Sem escrever uma linha de código sequer.

Se quiser inserir pop-ups no tour guiado, eles são totalmente personalizáveis.

tutorial guiado completamente personalizável userguiding
Tela de personalização do User Guiding

Tudo é muito simples.

E eu não sou o único dizendo isso:

“Eu não precisava ter nenhum conhecimento de codificação para começar as coisas”. No final, fui eu que implementei a UserGuiding na Flourish.”

Marten Andersson da Flourish

“A UserGuiding nos deu um grande tutorial guiado quando estávamos olhando para outros player. A equipe foi muito prestativa e estava pronta para responder a qualquer pergunta que tivéssemos.”

Marina Matta da Ajar

“Usamos Intercom, WalkMe e Pendo; mas eles estavam tentando fazer tantas coisas ao mesmo tempo que ficaram ruins para nós. A UserGuiding parecia uma estratégia simples que podíamos adotar facilmente para nossa solução.”

David Palmer da Canopy inc.

Se você precisa de uma solução rápida que possa ser criada e implementada em horas, a UserGuiding deve ser sua escolha.

Ele aliviará o fardo da programação demorada ou dos enormes gastos com desenvolvimento e manutenção.

Mas se você ainda sentir que quer fazer um pouco de código – ainda que não tanto assim, isso também é possível:

O jeito “low-code”: Intro.js

A Intro.js é uma biblioteca de código aberto para aqueles que querem criar seu próprio tutorial guiado, com um pouco de ajuda.

Uma vez que você baixe o Intro.js, ele pode ser configurado em 3 etapas.

Após a configuração, o website deles fornece todas as informações que você precisará ou poderá precisar durante a configuração e uso.

Uma vez que você precisa se esforçar um pouco mais, ele vem com um preço mais barato do que usar um produto totalmente codificado e pronto para uso.

Apesar de exigir conhecimentos de codificação em certa medida, torna o processo muito mais rápido.

Aqui eu deixo um guia escrito sobre como usar a Intro.js, e também um tutorial em vídeo.

Tutorial em vídeo da Intro.js

Faça você mesmo: Javascript/HTML/CSS

E, é claro, a maneira tradicional.

O custo de construir seu próprio tutorial guiado também depende totalmente de você.

Se você fizer todo o trabalho sozinho, obviamente não terá nenhum custo extra.

Mas isso levará tempo. Muito tempo.

E tenha em mente que criar um produto não é onde a viagem termina, a manutenção, a correção de bugs e os testes levarão tempo e esforço adicionais.

Eu pessoalmente não sou um engenheiro de software, portanto não poderei lhe dizer como você pode criar um tour pelo produto que salvará a equipe de suporte do fardo de guiar cada usuário um a um.

Mas eu encontrei alguns guias para você que o ajudarão durante o processo.

Se você ainda sentir que quer mergulhar nele você mesmo, aqui deixo um guia em vídeo sobre como construir tutoriais guiados para o seu produto:

Tutorial em vídeo para programar um tutorial guiado a partir do zero

Conclusão

Não sei se você já tentou tricotar, mas deve saber que horas e dias de trabalho serão em vão se você não costurar a peça até o final.

Adicionar um tutorial guiado ao seu produto é aquele ponto final que você precisa, aquilo que mantém tudo atado e unido. Se seus usuários não conseguiram usar seu produto, provavelmente não será culpa deles.

Mas também não é sua.

Isso só significa que falta um fator de ligação, uma explicação.

Então por que perder clientes se você pode simplesmente criar um guia para o seu produto?

Você pode, mas não precisa codificar a visita você mesmo. Há opções acessíveis, há opções personalizáveis e depois tem a UserGuiding…

Totalmente acessível e totalmente personalizável. Por que você não faz um teste grátis? 😎


Perguntas Frequentes


Como convencer os seus clientes a explorar o meu produto?

Nem todos gostam de passar por um tutorial guiado. Portanto, permitir que o usuário pule e reabra os tutoriais será um fator positivo para que eles façam o tour quando quiserem ou precisarem, e não quando você decidir.


Como criar um tutorial guiado?

Cada produto precisa de diferentes tipos de tutoriais. Da mesma forma, diferentes tipos de clientes também precisam de tutoriais diferentes. O artigo explica esse fenômeno em detalhes.


Como criar um tutorial guiado no Intercom?

Primeiro, vá para Outbound, depois escolha ‘Product Tours’ e crie um novo tour. Em seguida, dê um título e uma descrição curta ao seu tour. O Intercom é ótimo para tutoriais guiados, mas a UserGuiding conta com mais recursos e é mais acessível do que o Intercom para esse caso de uso.

Junte-se a mais de mil equipes e melhore seu onboarding

Teste grátis de 14 dias, com mais 30 dias de garantia de dinheiro de volta!

Hilal Çökeli

Hilal Çökeli

Criadora de conteúdo e jornalista júnior obcecada por growth na UserGuiding, gosta de pesquisar e escrever sobre growth, onboarding e inbound marketing. Se quiser trocar uma ideia, fique à vontade para entrar em contato via LinkedIn ou e-mail! Obs.: Se não tiver resposta, saiba que ela está viajando de moto por aí com uma câmera na mão.